1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017!

O Fundo de Financiamento Estudantil, ou também conhecido como Fies, é um programa do Ministério da Educação que tem como objetivo financiar a graduação de estudantes matriculados em faculdades particulares e que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo próprio ministério.

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017!

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017! Imagem:divulgação

Os financiamentos que são concedidos pelo Fies têm uma taxa de juros de 6,5% ao ano que ajudam na continuação do programa enquanto uma política de inclusão social. Ele está na ativa há um bom tempo, beneficiando diversos estudantes de ensino superior. O financiamento pode ocorrer de até 100% do valor da mensalidade.

Fies 2017

A primeira edição do Fies 2017 já aconteceu no começo de fevereiro. Porém, novas datas serão abertas para o segundo semestre. O programa está em constantes mudanças, por isso, é interessante estar sempre atento aos informes disponibilizados pelo MEC. As inscrições e chamadas, por exemplo, podem ser divulgadas bem perto da data de início.

Acesse e saiba mais informações: Fiador Fies 2017 – Veja as novas regras!

Como fazer financiamento pelo Fies

O financiamento pelo Fies pode ser solicitado apenas pelos estudantes pré-selecionados durante o processo seletivo aplicado pelo programa. Além disso, a faculdade escolhida deve ter o curso presencial e com boa avaliação no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) e outras demandas e exigências.

Durante a utilização do programa, o estudante aprovado passará por três fases do financiamento. A primeira delas é de utilização, ou seja, durante todo o período do curso, serão pagos a cada três meses o valor máximo de R$ 150, que se refere aos juros incidentes.

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017!

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017! Imagem:divulgação

Então, vem a fase de carência, que se inicia após a conclusão do curso. O estudante recém-formado terá 18 meses de carência para recompor o orçamento. São mais R$ 150 a cada três meses.

Por último, chega a fase de amortização, onde encerra-se o período de carência. O saldo devedor total poderá ser dividido em até três vezes o período total de duração do curso. 

O que é necessário para fazer o Fies?

Para participar e se inscrever no Fies, alguns pré-requisitos são necessários. É preciso ter feito qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a partir de 2010. O desempenho esperado é de mais de 450 pontos na média das provas e não ter zerado a redação.

Além disso, é preciso se inscrever no Fies Seleção durante o período anunciado de abertura do processo seletivo. O candidato deve informar um Cadastro de Pessoa Física (CPF) válido e também a data de nascimento. Depois, é preciso inserir um endereço de e-mail ativo e fazer a verificação do link que será enviado para o mesmo.

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017!

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017! Imagem:divulgação

Fique atento, pois outros dados importantes são necessários: o CPF de todos os membros da família com 14 anos ou mais, assim como as datas de nascimento e a renda bruta mensal de cada um deles, se tiver. A partir disso, basta encontrar o curso e faculdade onde gostaria de ter o benefício. Então, é só confirmar a inscrição e ficar acompanhando todo o processo de chamadas.

Não poderão solicitar o financiamento através do Fies: aqueles que não forem pré-selecionados; aqueles com matrícula trancada no momento da inscrição; que já tenham recebido qualquer benefício do programa anteriormente; que estão com inadimplência no Programa de Crédito Educativo; que já sejam beneficiários com bolsa integral ou parcial pelo ProUni; que não tenham alcançado as notas desejáveis no Enem ou não tenham realizado o exame a partir de 2010.

Qual a renda máxima para o Fies?

O estudante que solicitar o financiamento através do Fies deve ter renda familiar mensal bruta de até três salários-mínimos, sendo, então, essa a renda máxima de aceitação do programa.

Acesse e saiba mais informações: Nota de corte Fies 2017 – Cursos e Inscrições

Qual a renda mínima para o Fies?

Não existe uma renda mínima para se inscrever para o financiamento. O que existe é um valor mínimo de R$ 50 reais por mês. Todo os encargos serão aplicados de acordo com a renda mensal bruta da família.

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017!

Veja tudo o que você precisa para contratar o Fies 2017! Imagem:divulgação

O Fundo de Financiamento Estudantil é uma ótima oportunidade para aqueles que querem ingressas no ensino superior, mas não têm condições de pagar integralmente e no momento do curso uma faculdade particular de sua escolha. Esteja sempre atento aos prazos, documentação necessária e pré-requisitos antes de se inscrever. E se ainda estiver com dúvida, é só acessar o site do programa.

Segunda Chamada Fies 2017

Pode se inscrever no segundo processo seletivo do Fies 2017 os estudantes que participaram de algumas das edições do Enem a partir de 2010 e obtiveram a nota mínima de 450 pontos na média das provas e nota superior a zero na redação.

Inscrições Segunda Chamada Fies 2017

As inscrições segunda chamada Fies 2017 vão de 25/07 a 28/07. Dia 31/07 sai o resultado da pré-seleção na chamada unica e lista de espera Fies 2017. De 01/08 a 07/08 conclusão da inscrição no SisFies pelos candidatos pré-selecionados na chamada única.

Entre os dias 01/08 a 03/09 os estudantes participantes da lista de espera do Fies 2017 que forem pré-selecionados deverão concluir sua inscrição no SisFies no prazo de cinco dias uteis, a contar da divulgação da sua pré-seleção no Fies Seleção.

Comente (será moderado)