Fies 2017 – Como funciona, regras, fiador e cadastro

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação (Mec), destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas.

Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Cadastro Fies 2017

A partir do primeiro semestre de 2017, a seleção dos estudantes aptos para a contratação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) será efetuada exclusivamente com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Inscrição Fies 2017

O documento, no entanto, não aponta a data de abertura de inscrições e não cita o total de vagas que serão disponibilizadas para o processo seletivo. Segundo o texto, que altera a norma de 2010, estão mantidas as exigências estabelecidas pelo MEC no fim do ano passado para inscrição no Fies.

Cadastro Fies 2017

Cadastro Fies 2017. Imagem:divulgação

Ou seja, os candidatos ao financiamento devem registrar “média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem igual ou superior a quatrocentos e cinquenta pontos” e “nota na redação do Enem diferente de zero”.

Acesse e saiba mais informações: Boleto do Fies 2017

Novas regras para a inscrição no Fies 2017

A portaria indica também que haverá prioridade para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal) e em carreiras como engenharia, áreas da saúde e formação de professores.

Fies 2017

Fies 2017. Imagem:divulgação

Revogando ainda o trecho da norma anterior que dispensava da exigência do Enem professores da rede pública de ensino, em efetivo exercício do magistério da educação básica e regularmente matriculado em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. De acordo com a publicação, os cursos com notas 5 e 4 terão mais vagas ofertadas.

Acesse e saiba mais informações: Inscrições Fies 2017 – Aditamento

Mudanças no Fies 2017

Além das mudanças citadas anteriormente, ainda há mudanças em outros pontos:

  • Taxa de Juros será de 6,5% ao ano em 2016. Antes, até outubro de 2006, as taxas de juros eram de 9%. Depois, até agosto de 2009, passou a ficar entre 3,5% e 6,5%. Desde março de 2010 os juros são de 3,4% ano.
  • Teto da renda familiar para 2016 Limite é renda per capita de 2,5 salários mínimos. ANTERIOR: Renda familiar bruta de 20 salários mínimos.
  • Validade das mudanças: As mudanças só valerão para os próximos contratos.
  • Prazo para pagamento: Três vezes a duração do curso.
  • Até 2010, era duas vezes a duração do curso.